Mudança na tributação do Versa

79
2833

Prezados amigos e cotistas,

Temos a satisfação de comunicar que no dia 08 de janeiro haverá uma assembléia geral de cotistas a fim de alterar a classificação tributária do Versa de renda-fixa para renda-variável. Para isso será acrescido ao regulamento um parágrafo explicitando que fundo faz a sua estratégia através de ações com horizonte de investimento superior a um ano, como sempre fizemos no Versa. No dia seguinte à aprovação da mudança tributária haverá o recolhimento do imposto provisionado até lá. A partir de então o fundo não terá mais come-cotas tampouco tributação regressiva. A alíquota de IR passará a 15% independente do prazo do investimento e o recolhimento do imposto será feito apenas no resgate dos recursos. Não haverá nenhuma mudança nas taxas cobradas pelo fundo, na estratégia de gestão ou no benchmark. Ensejamos apenas adequar a classificação tributária às características do fundo.

Encontra-se aqui o documento referente à convocação divulgado pelo administrador, o BNY Mellon. Disponibilizamos também uma página sobre tributação com as diferentes classificações tributárias dos fundos.

Teremos o prazer de responder dúvidas na caixa de comentários abaixo.

 

79 COMMENTS

  1. Que notícia fantástica! Espero que a mudança seja aprovada. O que já era bom, vai ficar melhor. Parabéns pelo trabalho e por sempre estarem tentando melhorar a estruturação do fundo. Uma dúvida: se a mudança passar, teríamos que pagar o come-cotas neste primeiro semestre de 2018 ou o último desconto das cotas seria o de Novembro de 2017?

    • Melhorando a dúvida. No texto fala “No dia seguinte à aprovação da mudança tributária haverá o recolhimento do imposto provisionado até lá.” Então, o come-cotas seria feito na data habitual em Maio ou o desconto seria imediato à mudança do regulamento do fundo?

      • Ppaladin,

        Vi sua estratégia de aplicação no Versa num post anterior: você é um mago na gestão de suas aplicações que nem o Luiz está sendo na gestão do Versa.

        Também usei a “correção” de novembro de 2017 para aportar mais.

        Abraços!

    • Obrigado pela pergunta! O último come-cotas será exatamente no dia seguinte à aprovação da assembléia. É necessário “zerar” qualquer imposto devido para fazer a mudança tributária. Depois disso estaremos livres do come-cotas.

    • Rogério, boa noite e obrigado pela pergunta. Não há mudança na denominação do fundo, que continuará sendo um FIM (Multimercado). Não há mudança na estratégia de gestão. Os limites de exposição descritos na página da estratégia do fundo continuam os mesmos. A única mudança é a tributação.

    • Geraldo, o que passou passou meu amigo. Agradeça por tê-lo conhecido agora (out 2017). E desamos um excelente 2018 e de muita saúde ao Luiz Alves e demais da Gestão do Versa.

  2. Tenho investimento no Versa e no Dimona. Com a mudança de estratégia, qual vai ser – de fato – a diferença entre o dimona e o versa? To pensando em passar tudo do dimona pro versa.

    • Bom dia Thiago e obrigado pela pergunta. Não haverá mudança na estratégia do Versa. Os fundos continuam tendo estratégias diferentes. O Versa continuará sendo um FIM (Multimercado) com benchmark CDI.

  3. Luiz, por favor. Isso, na prática, significa uma vantagem do ponto em que o imposto não será recolhido e o valor continua em movimento gerando rendimento? Por exemplo: Tenho 10 mil em imposto dentro do fundo, porém, como não foi recolhido, se o Versa ganhar 1% hoje, esses 10 mil rende seus 100 reais no dia?
    Obrigado, Um abraço.

    • Perfeito Victor. O fim do come cotas gera esse benefício, já que não seremos mais obrigados a recolher a cada 6 meses o imposto retido. Um abraço,

  4. Luiz
    parabéns pela gestão.
    Sou micro investidor iniciante que migrou da caderneta de poupança direto para o Versa, daí minha dificuldade de entender: para o pequeno aplicador (por enquanto, espero) qual a chance do come cotas devorar parte significativa da quantidade de cotas?

    • Boa tarde Fernando. Parabéns pela decisão de migrar da caderneta de poupança para fundos de investimento, e obrigado pela preferência! O come-cotas recolhe apenas o montante de 15% do seu lucro, portanto costuma ser uma pequena parte das cotas. Por exemplo, se você investiu R$ 10.000 e está tendo um lucro de 20% (R$ 2.000) o seu imposto provisionado é R$ 300 (15% de R$ 2.000), e no dia do come-cotas será feito um resgate equivalente a esses R$ 300 reais. Se o seu patriônio for R$ 12.000, você perderá apenas 2,5% das suas cotas. Um abraço,

  5. Luiz, sabemos que a estratégia do fundo foi sendo aprimorada ao longo dos tempos, inclusive em janeiro de 16 tivemos uma.

    Gostaria de verificar se o fundo poderia ficar 2 anos com resultado negativo novamente caso o Ibov sofresse como sofreu naqueles anos?

    O fundo precisa do Ibov bem?

    Att
    Alan Jacobsen

    • Boa pergunta Alan! Se nós tivermos um posicionamento otimista e o Ibov for mal, provavelmente o fundo irá mal também. Por outro lado temos instrumentos para rentabilizar o fundo também em momentos de queda, como nas recessões e nas crises. O que fará toda a diferença é o nosso posicionamento no momento anterior à queda (ou à alta). Assim o fundo não precisa que o Ibov vá bem, mas que nós tenhamos a visão correta sobre o mercado. Por isso fazemos questão de publicá-la nas cartas quinzenais. Um abraço,

  6. Obrigado, Luiz,

    Nos anos anteriores às excelentes rentabilidades do fundo, os períodos difíceis deram-se devido a um posicionamento ou devido às estratégias anteriores serem diferentes?

    Tivemos uns dois anos mais complicados para o fundo não é?

    • Boa pergunta novamente. Os anos ruins foram função do posicionamento comprado em um mercado desfavorável. Desde 2014 diversas ações atingiram patamares extremamente baixos, e aproveitamos a oportunidade para comprá-las e ficar com uma carteira mais comprada. Locamérica, por exemplo, nossa maior posição e ganho até hoje, foi comprada em 2014. Foi um momento excepcional para comprar barganhas. Já a perda aguda de janeiro de 2016, por outro lado, foi função da estratégia adotada. Um abraço,

  7. Obrigado, Luiz.
    Aproveito para informar que fui na órama verificar o que havia sido provisionado de IR, mas a corretora diz não ter essa informação, sobre alteração do estatuto do Fundo.

    Abraços,
    parabéns pela super rentabilidade do fundo

  8. Bom dia. Uma dúvida de micro investidor iniciante: as estratégias adotadas pelo fundo podem resultar em perdas superiores ao capital aplicado pelos cotistas?

    • Bom dia Douglas. O fundo tem alavancagem, por isso pode ter perda superior ao patrimônio, porém isso nunca aconteceu e temos regras para evitar que aconteça. Um abraço,

  9. Luiz, bom dia! Temos visto o PL do Versa subir abruptamente, mérito total da excelente visão e gestão. Com o ingresso de muito capital no Fundo, o Versa não seria praticamente “obrigado” a comprar muitas ações numa possível ALTA, como esse início de 2018?

    • Boa tarde Moises. Para mantermos as posições constantes em % do patrimônio do fundo, quando temos captação somos obrigados a comprar as ações no preço que estão, assim como somos obrigados a vender quando temos resgate. Isso não influencia o investimento de quem já está no fundo. Esses são os preços de compra e venda dos clientes que estão entrando e saindo. Um abraço,

  10. Prezados, como ou quando se dará o resgate do come cotas devido a alteração na forma de tributação do fundo?
    Entrei em contato com a Corretora Órama e eles não souberam informar.

    Além disso, novas aplicações, posteriores ao dia 8 de janeiro, estão sob o novo regime ou sob regime come cotas ainda?

    Att

    Paula

    • Boa tarde Paula. A data de corte do come-cotas será 9 de fevereiro e a nova tributação ficará efetiva a partir de então. Um abraço,

    • Bom dia Sidnei. O Versa é um fundo multimercado com benckmark CDI enquanto o Dimona é um fundo de bolsa com benchmark Ibovespa. O Versa é essencialmenteu um grande long & short que faz a alocação direcional. Quando achamos que a bolsa vai subir aumentamos as posições compradas em relação às vendidas a descoberto, ficando mais comprados. Quando achamos que vai cair, reduzimos. O Dimona é fundo direcional que tem um pequeno long & short. O fundo está sempre comprado (historicamente ao redor de 90%). Com isso o Dimona tende a ter maior correlação com o Ibovespa que o Versa.

  11. Olá Luiz. Tudo bem? Tem algum risco do Versa vir ser fechado por motivo de ter atingido um valor patrimonial elevado de acordo com a política de vocês, Como acontece com alguns fundos no mercado? Caso isso possa ocorrer é possível ficar sabendo antes? Toda essa dúvida é por uma boa causa, porque quero estar dentro em…rsrsrs abcs

    • Boa tarde Geraldo. Este assunto ainda está em discussão, não temos uma definição. Quando decidirmos, os cotistas serão notificados. Um abraço,

      • Olá Luiz td bem? só para esclarecimentos final> eu sou cotista através da Órama. Voce disse que os cotistas serão avisados! a pergunta que não quer calar é: os cotistas serão avisados com antecedência? Caso sim, quem avisara vocês ou a Órama? Muito obrigado essa informação é muito importante pra mim poder me posicionar…abraços

  12. Boa tarde Luiz,

    Estou buscando um Fundo para aplicar e os resultados dos últimos 24 meses do Versa Long Biased FIM são impressionantes! Abri uma conta no site da GTI, baixei e li os formulários de Regulamento, Informações Complementares e a Lâmina de informações essenciais, porém restaram algumas dúvidas que gostaria de esclarecer antes de finalizar a aplicação e gostaria de seu suporte para isto.
    1- sei que resultados passados não são garantia de resultados futuros, porém gostaria de saber se os resultados foram baseados em uma estratégia de operações (não garante, mas possibilita a manutenção dos resultados) ou em algum evento específico (sem a possibilidade de manutenção dos resultados)?
    2- qual a expectativa/objetivo de retorno para o ano de 2018 uma vez que o CDI (benchmarking) para este ano tende a ser inferior a 10%?
    3- pelo que entendi de sua explicação sobre a mudança da tributação, caso eu invista R$ 100.000 hoje no dia 09/02 será recolhido 15% sobre o rendimento entre hoje e 09/02, é isto mesmo?

    Certo de sua atenção desde já agradeço e permaneço no aguardo de seus comentários

    Abraço,
    Fábio Bernardes.

    • Boa tarde Fábio. Desaconselho olhar o retorno de 24 meses nesse momento pois a base é muito baixa. Em jan-16 o fundo teve uma perda expressiva que logo recuperou em março. Foi um momento que a volatilidade pulou para patamares não-razoáveis (mesma vol do bitcoin), como você pode ver na Lâmina (http://54.207.107.46/lamina/). Assim, a janela de 24 meses de janeiro a março deste ano mostrará retornos anormalmente altos. Indo aos seus pontos:

      1- O resultado foi obtido pela combinação da estratégia long & short direcional do fundo e do momento positivo para a bolsa. No micro (long & short) tivemos retornos muito altos em alguns investimentos como Locamérica, Usiminas e Via Varejo. No macro (direcional) acertamos ao manter grande exposição comprada.

      2- Não temos expectativa de retorno para 2018. O objetivo do fundo é entregar retornos superiores ao CDI no longo prazo. Destaco o longo prazo pois é um fundo de alto risco e podemos, inclusive, ter anos negativos como tivemos em 2014 e 2015.

      3- Exatamente. Se não fizéssemos a mudança tributária o imposto seria recolhido nos dias 31 de maio e 30 de novembro. Em função da mudança adiantaremos o recolhimento para 09 de fevereiro e depois não haverá mais come-cotas.

      Fique a vontade para tirar todas as suas dúvidas. Estamos aqui para isso.

      Um abraço,
      Luiz

      • Obrigado Luiz, já fiz todo o trâmite para iniciar no Versa hoje mesmo! Continue fazendo este excelente trabalho em 2018, retornando rendimentos expressivos à seus cotistas, feliz grupo do qual farei parte a partir de hoje!

        Abraço,
        Fábio Bernardes.

    • Fábio, da data de cotização até 09/02, o IR será de 22,5%, quando ocorrerá o come-cotas.

      Luiz, parabéns por ser tão didático e CONSCIENTE. Você nunca propagou retornos mirabolantes, aliás, ao contrário disso!

      Eu diria que um Fundo como o Versa é um Buy and Hold, compre e mantenha suas cotas até atingir um objetivo específio (e claro, real para a nossa economia)!

  13. Luiz, em primeiro lugar parabéns pelo excelente trabalho no Versa.
    Fiz uma aplicação dia 20 de setembro de 2017, no valor de 14.000.
    No site da irá na consta, na data de hoje:

    Cotas 3.018,48263922
    Saldo bruto 18.227,88
    Saldo Liquido 17.276,61
    Rentabilidade 30,20%

    A) Com esses dados, calculei o imposto de renda, dando exatos 22.50%.

    A questão é, se o imposto foi recolhido no dia 9 de janeiro, o que ocorreu em A) só seria possível se a cota não variasse entre 9 e 18 de janeiro, e ela variou. Poderia me explicar o que aconteceu, e se eu estou errado?

    Obrigado!

  14. Boa noite Luiz, estou querendo entrar com o valor mínimo mais estou com algumas duvidas, vamos supor que em 05/18 eu precise resgatar… conseguirei resgatar todo o capital ? quais as taxas ?
    E depois que entrar com o valor mínimo, poderei colocar ex: 1000,00 reais mensalmente ? eu teria que ser 5000,00
    Desculpe fazer perguntas simples é que estou entrando no mercado agora. Obrigado.

    • Bom dia Eduardo! Antes de tudo, parabéns pela decisão de investir em fundos. Você pode resgatar os seus investimentos a qualquer momento. Se o resgate for com menos de 1 mês, terá incidência de IOF sobre o rendimento. A cota do fundo, a qual você compra quando entra e vende quando resgata, é líquida de taxa de administração e performance. O imposto, por outro lado, é pago no resgate. A aplicação mínima é R$ 5.000 e a movimentação mínima é R$ 1.000, ou seja, desde que você tenha um saldo mínimo investido de R$ 5.000, você pode colocar R$ 1.000 mensalmente. Fique a vontade para tirar todas as suas dúvidas, estamos aqui para respondê-las. Um abraço,

        • Será que você é o Eduardo Affonso repórter dos canais ESPN ou um homônimo? rsrs.

          Eduardo, apenas lembrando que você pode resgatar R$ 1.000,00 ou aportar R$ 1.000,00 mensalmente; desde que permaneça o saldo mínimo de R$ 5.000,00. Ou seja, para resgatar R$ 1.000,00 você precisa ter um saldo mínimo de R$ 6.000,00 (no dia da cotização, que são nove dias úteis após a solicitação do resgate e não na data de solicitação do resgate, ok?).

          Com o tempo você vai “pegando a manha”.

          • Apenas um homônimo kkk
            Certo eu entendi Moises a questão do saldo mínimo, mas e se acaso eu precisar sacar os 6.000,00 no exemplo acima poderei faze-lo ?
            Penso no caso de alguma emergência, necessitar retirar todo o saldo, quais encargos teria, fora os já citados. ?

          • Bom dia Eduardo. O resgate total do seu investimento pode ser de qualquer valor e não tem nenhum encargo adicional. Um abraço,

  15. Bom dia Luiz.
    Existe alguma diferença entre aplicar pela Orama ou GTI ?
    Acha mais vantajoso aguardar 8 de janeiro para entrar na tributação dos 15% ou tanto faz aplicar antes?
    Obrigado e parabéns pela belíssima gestão do Versa.

    • Boa tarde Thiago,
      Cabe ressaltar que a Órama é um distribuidor e a GTI é uma gestora de recursos. A Órama disponibiliza a imagem da GTI no site dela (Órama), pois você fez seu cadastro na distribuidora Órama pelo site da gestora (GTI), porém são empresas separadas. A Órama como distribuidora faz o link entre os produtos que a gestora tem a oferecer e o cliente que está à procura de produtos para aplicar.
      Você pode aplicar antes da mudança tributária e, se tiver lucro até lá, haverá o recolhimento do come cotas.
      Obrigado
      Equipe Versa

  16. Olá Luiz tudo bem?
    Alem da grata surpresa da mudança na tributação do IR, a partir de 09/02/18, fica uma pergunta: Não é possível mudar a tributação do IOF também, para isento ? Ou teria que mudar o fundo para FIA, para ser possível essa alteração Seria pedir de mais?? rsss obrigado e parabéns…abraço

    • Boa tarde Geraldo! O IOF incide apenas em aplicações com menos de 30 dias. Frisamos e repetimos insistentemente que o Versa é um produto de alto risco, por isso as aplicações têm que ser de longo prazo, como os 3 anos que aconselhamos. Um cliente que pretende resgatar em menos de 30 dias está investindo no produto errado. Por isso o IOF não preocupa, pelo contrário, serve como uma barreira natural contra os desavisados. Um abraço,

  17. Parabéns Luiz e equipe Versa pelo excelente trabalho de vcs, gostaria de saber se quando abrirem a gestora versa se irão disponibilizar algum FIA com a administração de vcs, obrigado desde já.

  18. Boa Tarde.
    Entrei no fundo versa dia 05/02/18. Gostaria de saber se eu tive o come-cotas, mesmo entrando nesse período.
    Tenho outra duvida…nesse periodo, o fundo apresentou resultado negativo. Nesse caso como seria feita a tributação, pois não houve a rentabilidade.
    Atenciosamente

  19. Boa tarde Luiz, No meu caso a data da aplicação via Orama foi 19/01/2018, mas somente hoje perbebi uma redução no saldo total. Nesse caso poderia me dizer de quanto foi o IR pago e confirmar se esse valor foi descontado hoje ?

    • Bom dia André. O saldo bruto reduziu pois nele não tem imposto provisionado. O saldo líquido deve ter continuado igual. O come cotas que você pagou é de 15% do seu rendimento até 14 de fevereiro, cota 6,39083603. Um abraço,

Deixe uma resposta