Porque não fazemos day-trade

17
277

O efeito do dinheiro no cérebro

Enquanto perder dinheiro dá dor no estômago, ganhar ativa as mesmas regiões do cérebro que a cocaína. O day-trade permite oscilar entre estas sensações diversas vezes por dia e os tomadores de risco, que sentem menor desprazer com as perdas, engrossam o pelotão de day-traders da Bolsa.

A estratégia mais popular de day-trade é a análise técnica, na qual procura-se padrões nos gráficos de preço dos ativos financeiros como ações, moedas e índices. Investidores mais sofisticados usam algoritmos computacionais, que têm maior rigor estatístico que a análise gráfica. Quando os pré-requisitos do algoritmo são atingidos os computadores executam as ordens de compra e venda no mercado.

Day-trade dá dinheiro?

Segundo Nassim Taleb, o desempenho dos operadores do mercado tem distribuição ~Normal com média zero. De acordo com esta distribuição, a grande maioria dos operadores ganha e perde pouco dinheiro, enquanto uma pequena minoria tem ganhos excepcionais e perdas desoladoras. Assim, as histórias de enriquecimento que se propagam rapidamente são os raros operadores, como prevê a estatística, que têm grande sucesso com os day-trades. Do outro lado, as histórias dos operadores que perdem grandes somas de dinheiro não são contadas.

Revisitando Taleb, a distribuição dos retornos dos ativos financeiros também é ~Normal, como a dos operadores. Segundo as estatísticas desta distribuição, quanto maior a frequência que se olha a oscilação do ativo, mais próximo de 50% é a probabilidade do desempenho ser positivo (ou negativo). Desta forma os movimentos de alta frequência, como os intra-diários, são puramente aleatórios e chamados Ruído Branco. O mesmo vale para os retornos diários de ativos voláteis como o Versa, o que é parte da explicação para não olhar a cota todo dia.

A nossa experiência

Segundo a estatística, um operador pode ter grande sucesso durante um período e depois tornar-se um perdedor costumaz, assim como um operador combalido pode se tornar um vencedor. Por isso é necessário um longo histórico para concluir que se trata de um operador do lado positivo da distribuição. Para chegar lá são necessárias muitas horas de estudo e prática, tantas quanto são precisas para descobrir que não tem talento para o day-trade.

Nunca tivemos resultados expressivos com day-trade, que compete pelo tempo dedicado à análise de empresas. Nossos investimentos em ações de longo prazo e baseados nos fundamentos, por outro lado, têm retornos positivos e significativos. Assim, para maximizar o retorno do nosso trabalho, decidimos dedicar o tempo integralmente ao investimento em ações. Por isso não fazemos day-trade.

 

17 COMMENTS

  1. Day trade ganha rápido, mas também perde
    mais rápido… Concordo com metodologia de vocês, se day trade tivesse só lado positivo, vários analistas viveriam de day trade..
    Parabéns pelo trabalho.

  2. Boa noite Luiz,

    Muito bom texto sobre day-trade. Muitas pessoas acham que irão enriquecer da noite para o dia com essa prática. Esse texto serve como um alerta. A estratégia do Versa em não fazer day-trade mostra-se acertada.

  3. Excelente artigo Luiz! Me esclareça algumas dúvidas: Vocês utilizam apenas a análise fundamentalista para escolha das ações a comprar ou vender ou combinam com a análise gráfica? Buscam o melhor timing para entrada e saída? Pergunto isso porque não entendi muito bem a operação de venda em IRBR3, que tem bons fundamentos e segue em tendência de alta. Como geralmente são utilizados os proventos recebidos das ações? Obrigado desde já.

    • Obrigado Ricardo! Damos uma espiadinha nos gráficos, mas os fundamentos que mandam. Os dividendos as vezes são reinvestidos, as vezes engordam o caixa do fundo, depende de vários fatores. Um abraço

  4. Olá. Recentemente iniciei uma posição no Versa Fit e acabei “conhecendo” Locamérica, a maior posição. Confesso que nunca acompanhei esta empresa e fiquei surpreso hoje com a divulgação de seus resultados. Sem dúvida, um ótimo investimento do fundo. O que acharam do resultado? Parabéns pela “descoberta”, pelo investimento nesta empresa!

  5. Um dos grandes problemas do day trade é o FOBO, e pior que esse efeito atinge tanto o investidor amador quanto o profissional. Não acho que exista geração de valor no long prazo no day trade.

  6. Trader: ganha de colherinha e entrega de balde. Bom saber que o fundo versa aposta em empresas com bons fundamento para longo prazo.

  7. Apesar de (ainda) não investir no Versa, esse canal virou uma das minhas referências no estudo do mercado, por causa de posts como esse. Cheguei a vocês justamente pelo resultado de uma busca por uma análise sobre short na Ultrapar. Parabéns pela produção de conteúdo, sempre agregando valor sem propagandas apelativas. Ganharam mais um fã e, muito provavelmente, um cotista.

  8. Vocês acreditam que uma pessoa fisica, com disciplinas e meta realistas consegue viver de day trade ?
    operando um ativo apenas , seja dolar ou indice, buscando metas baixas e ir aumentando aos pouco sempre gerenciando risco ?
    digo isso , pois amo o mercado financeiro e vejo que chegou minha hora de viver para isso.
    com um plano de trading, operando mini contratos e buscando metas de gain e loss dentro do gerenciamento de risco..
    lembrando que invisto no grupo versa e gostaria de viver esse mundo de mercado financeiro operando day trade atraves de tape reading.

    obrigado e parabéns pelo fundo e informação.

    • Bruno, como dissemos no artigo, se você for um dos privilegiados que pertence ao canto direito da curva de probabilidades, é possível! O problema é que você pode demorar anos até descobrir que não é. Diria para você focar nos fundamentos. Eles, e não o day-trade, fizeram diversos milionários como Barsi, Luis Alves Paes de Barros, Buffett, etc. Um abraço,

Deixe uma resposta