VALE: Multa Pode Chegar a 20% da Receita. Seguimos Otimistas com Vale

0
1321

De acordo com uma notícia veiculada pela Bloomberg, a Vale pode receber uma multa equivalente a 20% de sua receita em 2018, caso seja julgada culpada em uma investigação que apura se houve ação da empresa para dificultar a fiscalização do governo em barragens de rejeitos de mineração. A informação teria vindo do Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia, Alexandre Vidigal de Oliveira.

Caso confirmada, essa multa seria perto de R$27 bilhões, que hoje representa ~10% do valor das ações da Vale na bolsa de valores. Acreditamos que, se as punições financeiras pararem por aí, teria espaço para recuperação das ações da Vale, dado que: (1) o valor da empresa sofreu de forma exagerada desde o rompimento da barragem de Feijão, em Brumadinho (-18%); (2) a potencial perda de volume da Vale já causou impactos positivos no preço do minério de ferro.

Atualizamos nossas estimativas de Vale para considerar:

  1. Uma multa de R$27 bilhões referente ao acidente em Brumadinho;
  2. Câmbio BRL/USD de 3,78 (preço atual).
  3. Preço do minério de ferro @ $85/tonelada (preço atual)
  4. Volume vendido de 330 milhões de toneladas, considerando uma perda de 70 milhões de toneladas com o descomissionamento de barragens no sistema Sul da Vale, consequência também do acidente em Brumadinho.

O Resultado Sustenta Nossa Posição Comprada em Vale

Com essas estimativas, as ações da Vale negociam hoje (R$46/ação) em um múltiplo EV/EBITDA de 3,9x, contra seu histórico de 6,0x. Não conseguimos prever se novas punições surgirão para a Vale, mas com a informação que existe hoje, acreditamos que as ações estão com desconto excessivo frente ao histórico e ao potencial de geração de caixa da companhia.

Paulo G. Valaci, CNPI

 

Disclaimer: As opiniões, análises e informações contidas nesse artigo não constituem recomendação de investimento, nem tampouco material de oferta para subscrição, compra ou venda de títulos ou valores mobiliários, instrumentos financeiros, cotas em fundos de investimento ou qualquer produto ou serviço de investimentos. Declarações contidas neste artigo relativas às perspectivas dos negócios, projeções de resultados operacionais e financeiros, bem como referências ao potencial de crescimento das companhias citadas, constituem meras previsões, baseadas nas expectativas do analista responsável em relação ao futuro. Essas expectativas são altamente dependentes de fatores incertos, como o comportamento do mercado, da situação econômica do Brasil, da indústria e dos mercados internacionais. Portanto, cada declaração aqui escrita está sujeita a mudanças, e não deve ser utilizada como insumo para qualquer estratégia de investimento pessoal ou institucional. A Versa Gestora de Recursos Ltda., seus sócios e colaboradores, por meio dos fundos de investimentos da casa, podem ou não estarem posicionados em títulos e valores mobiliários de emissores aqui mencionados, de forma que eventualmente influencie nas opiniões e análises aqui presentes.