Você conhece os instrumentos para analisar ações?

935

Um dos possíveis objetivos da análise financeira de empresas é selecionar ativos para um portfolio de equities (ações). O processo de avaliação inclui diversos passos, incluindo: (a) entender o negócio e o perfil financeiro e operacional da empresa, (b) fazer previsões sobre a performance futura do negócio, (c) selecionar o método adequado de valuation, (d) transformar as previsões em valuation e (e) tomar a decisão de investimento.

Ao analisar a atratividade relativa entre os investimentos em equity, utiliza-se diversos instrumentos. Entre eles, múltiplos e indicadores de performance específicos de cada indústria. Alguns múltiplos famosos são: Preço/Lucro, Preço/Vendas, EV/EBITDA e Preço/Patrimônio Líquido. Já entre os indicadores específicos, destaca-se as Vendas Mesmas Lojas e as Vendas/Metro Quadrado no varejo, por exemplo. Outras métricas incluem margens (margem bruta, margem líquida, etc), Retorno sobre os ativos (ROA), Retorno sobre o patrimônio líquido (ROE), Retorno sobre o capital investido (ROIC) e muitas outras.

Diversos estudos já mostraram a eficácia da utilização da análise e das métricas financeiras no processo de investimento. Ou e Penman (1989), por exemplo, mostraram que a utilização de métricas comuns geradas a partir dos dados financeiros das companhias foram úteis para prever o lucro e o retorno das ações das companhias. Na mesma linha, Piotroski (2000) utilizou métricas financeiras (ROA, variação na margem bruta, turnover do estoque, etc) para suprir uma estratégia de value investing e conseguiu obter retornos acima do benchmark.